Nós Indicamos


Dicas essenciais para dar uma palestra arrebatadora



Especialista em programação neurolinguística ensina como melhorar a comunicação em público

Conforto, segurança, entusiasmo e conexão com a plateia. Com a ajuda da programação neurolinguística (PNL) - campo da psicologia que estuda como a mente e o corpo funcionam -, é possível melhorar a comunicação com o público. É o que ensina a seguir, o palestrante internacional, consultor e especialista em programação neurolinguística, Jairo Mancilha, diretor do Instituto de Neurolinguística Aplicada (INAp), do Rio de Janeiro. Ele adianta algumas dicas da palestra gratuita “Como falar em público com conforto e segurança”, que ocorre no dia 9 de agosto, quinta-feira, no Flamengo. Afinal, como criar o estado emocional adequado ao que deseja transmitir? Como se conectar com a audiência? Qual a linguagem mais adequada? Como ficar seguro e tranquilo diante da plateia?

Conecte-se com a sua audiência

Para gerar empatia com o seu público, transmita um estado relaxado, de conforto e entusiasmo. “Enquanto fala, é essencial manter um contato olhos nos olhos com as pessoas, nos diferentes pontos da plateia - sempre de forma consciente”, indica Jairo Mancilha, que presta consultoria para palestrantes, inclusive convidados do famoso TED, onde o conteúdo e as reflexões devem ser transmitidos em poucos minutos. Obviamente, o conteúdo deve estar preparado antecipadamente, com início, meio e fim, mas deve ser feita também a marcação dos estados que serão passados. É importante treinar antes cada momento, como e quando serão dadas as ênfases. “A visualização prévia irá potencializar o sucesso da conexão do palestrante com o público”, afirma Jairo.

A presença é a diferença que faz a diferença

Durante a exposição, o palestrante deve focar no presente, no aqui e agora. Mancilha recomenda que se exercite a abertura do campo de visão do olhar para perceber a plateia, assim como os próprios gestos, a propagação da voz. Esse estado presente mantém o foco e a tranquilidade em estar diante da plateia. “Aprender a viver o presente é o que há de mais importante na vida porque você foca as suas energias. Essa é a diferença que faz a diferença”, garante Mancilha, que aconselha que se fale com a plateia e não para a plateia. “O público percebe isso”, diz.

Trabalhe as suas crenças para dar tudo certo

“Tudo o que a pessoa acredita, tende a fazer acontecer de forma inconsciente”, afirma Jairo Mancilha, que estuda a programação neurolinguística há 20 anos. Portanto, no preparo da exposição, o palestrante deve usar quatro crenças a seu favor: “O que eu quero é possível”. “Eu sou capaz”. “Eu mereço”. “Vale a pena”. Mancilha aponta que elas irão criar o estado emocional mais bem adequado, que a comunicação eficaz depende, como segurança e convicção.

Influência da linguagem além das palavras

É imprescindível estar atento a tudo o que faz enquanto fala. Já ouviu falar na “Regra dos 7%, 38% e 55%”? Ela é referente às palavras, tom de voz e linguagem corporal, respectivamente, de acordo com pesquisa da Universidade da Califórnia, nos EUA, sobre a recepção do que se fala. Portanto, total atenção ao tom de voz, à postura e aos seus gestos que tem impacto de 93% na comunicação direta. As mãos devem ser usadas para manejar a energia da fala junto à plateia. “Toda a gesticulação deve ser feita na área entre os ombros - que é área do poder - sempre com as mãos abertas e para frente de forma controlada”, sugere o especialista em palestras Jairo Mancilha. Quando a pessoa quer dar ênfase em determinados trechos, deve gesticular com as mãos para baixo, enquanto fala.

Os momentos de pausa também devem ser bem pensados. “As pausas são fundamentais tanto para o público processar as informações quanto para o palestrante respirar e retomar o tema com segurança”, indica Mancilha. E completa: “Conscientemente, o gesto deve ser mantido congelado durante cada pausa para segurar a atenção da plateia”.

A fim de garantir o entendimento do conteúdo, as frases devem ser afirmativas. “A nossa mente é como um foco de luz em um ambiente escuro. Por isso, durante a exposição, deve-se preferir formular as frases apontando a solução”, recomenda o especialista. É importante também saber que algumas pessoas absorvem melhor a informação ouvindo, outras vendo e outras sentindo. Por isso, inclua na exposição o atendimento a essas diferentes pessoas. “O vocabulário ideal é simples, com foco no conteúdo e direto ao ponto”, diz. Para dar uma palestra de sucesso, é importante praticar: “O aprender está no fazer. Ouse fazer e o prazer lhe será dado, parta para a vida e faça”, finaliza Jairo Mancilha.

Anote:

Palestra gratuita “Como falar em público com conforto e segurança”, dia 9 de agosto, às 18h30, na sede do Instituto de Neurolinguística Aplicada (INAp), no Flamengo. Mais informações: www.pnl.med.br


______________________
Fonte: Influência Comunicação - www.influenciac.com.br
Dicas essenciais para dar uma palestra arrebatadora Dicas essenciais para dar uma palestra arrebatadora Reviewed by Empresas S/A on 10:46 Rating: 5

Nenhum comentário: