Nós Indicamos


Os quatro vetores que geram valor e empurram a modernização da empresa


Todos estão cansados de ouvir siglas e nomes esquisitos no terreno da administração de empresas. Todavia, o conceito mais recente, de tão revolucionário, pode surpreender positivamente os céticos por romper com modismos. Afinal, são muitas as grandes empresas em todo o mundo que passaram a implementar com notáveis progressos o Escritório de Transformação de Processos (BPTO, por suas siglas em inglês)

Com ele, as empresas líderes de setores como indústria, farmacêutico, consumo massivo e financeiras, entre outros, podem reinventar e melhorar seus processos de negócio e gerar diferencial valioso frente aos seus concorrentes.

Na América Latina, são poucas as empresas que adotaram o novo modelo, mas graças aos avanços tecnológicos hoje a região está em uma posição privilegiada para a rápida adoção de mudanças nos processos de negócios, muitas vezes em melhor forma do que os países desenvolvidos, que têm que conviver com soluções intermediárias que foram superadas pelo avanço tecnológico.

A administração dos processos de negócio é atualmente uma capacidade chave nas empresas. Os processos de negócio devem se atualizar, se tornar mais eficientes e evoluir constantemente para garantir o diferencial competitivo da empresa no mercado.

A BPTO se baseia em quatro pilares fundamentais:

1. Administração de Valor - orientado a identificar onde estão as áreas de geração de valor da companhia e, uma vez feita a análise, conseguir monitorar os resultados obtidos com a melhoria.

2. Administração de Processos de Negócio - focado num processo eficiente de análise, definição, implementação e controle de Processo. Abarca desde componentes de modelagem e documentação dos processos de negócio, até ferramentas sofisticadas de monitoração e medição de processos, assim como metodologias de análise e reengenharia.

3. Administração da Mudança das Pessoas - se analisam os componentes mais soft do negócio. Quando a nova forma de operar estiver definida – mediante os pilares anteriores– é necessário conseguir com que as pessoas adotem a mudança e estejam capacitadas para executá-la. Identificar quais são as possíveis resistências à mudança, interesses dos diferentes grupos de stakeholders, necessidades de treinamento, falta de conhecimento das iniciativas e atuar de acordo com o objetivo de acelerar o máximo possível a adoção dos novos processos.

4. Administração de Programas de Projetos - é vital para garantir que as iniciativas sugeridas sejam implementadas em tempo hábil. Isso requer planejamento adequado e ter metodologias que efetivamente gerenciem o portfólio de projetos que um Escritório de Transformação tem. É o pilar que garante que as iniciativas sejam implementadas de forma eficiente e em conformidade com os objetivos de transformação definidos.

É importante ressaltar que nem todos os Escritórios de Transformação são iguais. Suas funções, tamanho e complexidade variam de acordo com as necessidades das empresas. O que muitas vezes acontece é que os diferentes componentes deste escritório já existem em uma empresa, mas de forma isolada e em muitos departamentos diferentes. A melhor estratégia é reunir os quatro componentes numa área da empresa para melhorar a eficácia dos processos de transformação.

Além disso, as pessoas responsáveis por esses pilares devem compreender a estratégia de negócios da empresa, de modo que esteja sempre acompanhada de soluções de melhoria, tecnológica ou de processos, para implementar. Independentemente da estratégia de implementação, é fundamental que o Escritório de Transformação demonstre rapidamente sua contribuição de valor para a empresa. É através destes sucessos que o alcance cresce para se tornar o motor da evolução e melhoria contínua.

É fundamental para as empresas compreenderem como as tecnologias podem melhorar seus processos e como eles podem ser transformados em um diferencial de mercado. A revolução digital permite formas inovadoras de atingir o cliente e produzir bens e serviços, e o Escritório de Transformação desempenha um papel decisivo nesta inovação.

Por exemplo, hoje é possível processar milhões de registros em segundos através de soluções de processamento em memória, com o fenômeno do BigData. Existem vários processos que podem ser revolucionados, isto é, por esta solução rapidamente habilitá-lo nas soluções de cloudcomputing que automatizam os processos de RH até CRM para gerar comunidades internas ou externas através de soluções de Social Business, ou mobilizar os processos de negócio nos smartphones dos consumidores.

O Escritório de Transformação é a ponte que transforma estas novas oportunidades em valor para a empresa. A empresa conhece os processos de negócios atuais e suas áreas de oportunidade, e compreende as tecnologias existentes e suas possibilidades.

Após analisar o valor potencialmente gerado, tem a capacidade para implementar a transformação, tanto em processos como indivíduos. Em última análise, garante a execução da estratégia de negócios da organização e a prepara para se renovar constantemente de forma eficiente.

______________________
Autor: Santiago De Urquiza - Vice-Presidente do Grupo ASSA para a Indústria de Bens de Consumo e Manufatura
Fonte: Consultoria Nacional de Comunicação
Os quatro vetores que geram valor e empurram a modernização da empresa Os quatro vetores que geram valor e empurram a modernização da empresa Reviewed by Empresas S/A on 09:56 Rating: 5

Nenhum comentário: