Nós Indicamos


Dia das mães: fluxo de clientes cresce até 8% mas não supera os anos anteriores


Falta de confiança quanto à estabilidade econômica pode ser um dos motivos para os índices mais contidos registrados desde o início da pesquisa, aponta Virtual Gate

Datas sazonais sempre movimentam o varejo fazendo com que o volume de compras aumente ou diminua em relação aos anos anteriores. É assim no Natal, Páscoa, e não seria diferente com o Dia das Mães, que será comemorado este ano no próximo dia 11 de maio – ou segundo domingo do mês de maio, como a data é determinada no calendário comemorativo.

Os varejistas tendem a comemorar, mas com certa parcimônia: a previsão é de que o fluxo de clientes cresça entre 7% a 8% na comparação de abril a maio de 2014, porém não superando o registrado no mesmo comparativo dos anos anteriores. “O consumidor está mais cauteloso e ainda tem dúvidas quanto à estabilidade econômica do País e, com isso, segue moderando seus gastos”, pondera a diretora geral da Virtual Gate, Heloísa Cranchi, assim como aponta a pesquisa de Intensão de Consumo Familiar da Confederação Nacional do Comercio (ICF-CNC), a qual registra reduções progressivas desde janeiro de 2014.

Como faz todos os anos, a Virtual Gate realizou a pesquisa com mais de 1200 lojas, em todo o território nacional, em diversos segmentos, no período de 12 de abril a 27 de abril - cujo acompanhamento se estenderá até 15 dias pós-comemoração -, para mensurar os índices de fluxo nas lojas durante o Dia das Mães. A análise demostra que fluxo médio no 1ª quadrimestre de 2014 registrou queda de 2,4% em relação a 2012 e de 1% em relação ao mesmo período de 2013.

“Nossa estimativa é que o maior fluxo aconteça a partir da semana de mudança do mês de abril para maio”, explica a diretora.

O estudo demonstra redução no fluxo da penúltima semana que antecede a do Dia das Mães 2014 (de 21 a 27/04), o que deve elevar o movimento de clientes nas lojas nos últimos 15 dias antes da data comemorativa. Veja o gráfico abaixo:


O fluxo nas ultimas duas semanas tendem a aumentar 15% em relação à diretamente anterior e registra redução de 19% pós-comemoração.

A análise evidencia ainda que as lojas de rua sofrem retração de fluxo maior que as situadas em shoppings, com redução entre 2013 e 2014 de 1,3% para lojas de rua e 0,8% para lojas de shopping.

A Virtual Gate oferece soluções para maximizar o faturamento do varejo por meio da gestão do fluxo de consumidor e da taxa de conversão e tem entre seus clientes varejistas como Americanas, C&A, Pernambucanas, Telhanorte, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Animale, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, além de shoppings.

Recentemente a Virtual Gate foi auditada e aprovada pela consultoria independente PricewaterhouseCoopers (PWC) quanto à acuracidade dos seus sistemas de medição de fluxo de pessoas nas lojas por estar dentro dos padrões legais em todos os quesitos analisados.

Sobre a Virtual Gate

A Virtual Gate (www.virtualgate.com.br) fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologias que permitem a gestão do fluxo de consumidores e da taxa de conversão. Aliado aos números de gestão, novas oportunidades podem ser descobertas e novas estratégias administrativas e de marketing podem ser adotadas de forma a garantir o sucesso das vendas e margem de lucro para o varejista. Há mais de 10 anos no mercado, e pertencente ao grupo Plastrom, a empresa tem como alguns de seus clientes C&A, Pernambucanas, Telhanorte, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Animale, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.

______________________
Fonte: VENTILA Comunicação - www.ventilacomunicacao.com.br

Dia das mães: fluxo de clientes cresce até 8% mas não supera os anos anteriores Dia das mães: fluxo de clientes cresce até 8% mas não supera os anos anteriores Reviewed by Empresas S/A on 09:37 Rating: 5

Nenhum comentário: