Nós Indicamos


Pequeno empresário tira férias?


Ninguém é insubstituível, mas realmente se o dono de um negócio é centralizador, se não confia na equipe, se acha mais fácil fazer a ensinar alguém, e se esquece de capacitar outro enquanto faz, fica difícil substituí-lo em uma eventualidade ou nas férias.

Dependendo da lucratividade da empresa, não é fácil ter no time profissionais qualificados em todas as áreas. Seria simples dizer que a empresa não pode depender de uma única pessoa, pois o risco é muito grande para o negócio - e não estamos falando só de férias, mas qualquer fato que impeça alguém de trabalhar. Por isso, capacitar profissionais para serem sucessores é sempre o caminho mais seguro. Para tanto é preciso delegar. E delegar significa ensinar, acompanhar o outro realizando a tarefa, conferir por um tempo, dar feedback, concluir que já é possível delegar e aí, confiar. Uma doença repentina ou um imprevisto na família pode desestruturar a empresa, se não houver ninguém capacitado a assumir minimamente.

"Já vi empresas que quebraram porque o dono ficou doente. Ou sócios estressados porque não descansam, trabalham dia e noite, dizendo que ninguém é capaz de fazer o que eles fazem. Mas na verdade, em alguns casos, eles nem tentaram capacitar alguém para saber se seus colaboradores são incapazes mesmo", comenta Rosangela Souza, sócia-diretora da Companhia de Idiomas e especialista em gestão empresarial. Quando começou a atuar com empreendedora em sua empresa, Rosangela e a sócia, Lígia Crispino revezavam nas férias. Depois começaram a preparar seus sucessores. "Hoje, se quisermos, podemos até tirar férias juntas, desde que nossos sucessores estejam na empresa. E como resolvemos tirar em períodos diferentes, a empresa tem sempre uma sócia e um sucessor em períodos de férias. Assim, processos e decisões continuam normalmente", explica a empresária.

Mas há empresários que simplesmente não desligam, mesmo em férias. Eles querem saber como estão as coisas na empresa, todos os dias. São assim, e se os privarmos de informações, ao invés de descansarem, ficam mais tensos. Há empresários que saem de férias, mas separam alguns minutos do dia para verificar e-mails e mensagens, certificando-se de que está tudo em ordem.

Não há regras! Desde que a empresa não seja prejudicada por causa das férias de alguém, e desde que o empresário também possa descansar. Quase tudo pode ser planejado. E podemos planejar até o que fazer/quem fazer, em caso de imprevisto. Uma vantagem de ter seu próprio negócio é poder estabelecer algumas regras. Como dono da empresa, você é também um formador de parte da cultura, do jeito da empresa realizar negócios, e pode interferir nisso.

E se o mercado é competitivo, o segmento é ágil e as respostas precisam mesmo ser na hora? Ou você capacita alguém para substituí-lo e descansa, ou você terá de definir pelo menos alguns horários para trabalhar, durante as férias. Se você não é centralizador ou se a empresa já tem um mínimo de estrutura, é possível que você não esteja mais na operação do negócio, ou seja, o relatório é elaborado por alguém e você só tem de tomar uma decisão com base nele - o que não é pouca coisa, mas dá para flexibilizar.

E também é possível se desligar totalmente. Desde que o momento da empresa seja favorável, ou desde que outras pessoas realizem as funções e saibam que devem entrar em contato caso seja necessário. Aí pode-se descansar e se divertir, sabendo que se houver necessidade você será acionado. Muitas vezes esta necessidade de ser insubstituível é só ego, ou impaciência de capacitar as pessoas aos poucos, até que estejam prontas.

______________________
Fonte: Rosangela Souza é fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e do ProfCerto. Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico e indicadores de desempenho para MPMEs. Atualmente é aluna de Pós-MBA da FIA.
Enviado por: Ecco Press - www.eccopress.com.br
Pequeno empresário tira férias? Pequeno empresário tira férias? Reviewed by Empresas S/A on 07:55 Rating: 5

Nenhum comentário: