Nós Indicamos


Hospedagem de funcionários? O co-living traz benefícios para as empresas


Esse novo estilo de empreendimento possibilita melhor custo benefício na acomodação de colaboradores que viajam a negócios

As empresas que têm clientes, fornecedores e sedes espalhadas pelo País geralmente recebem a demanda de deslocamento dos seus funcionários para atender os compromissos fora da sua cidade de origem, o que inclui não apenas o transporte, mas também a hospedagem, normalmente feita por meio da rede hoteleira. Entretanto, em alguns casos, esse modelo está longe de ser o ideal em função de algumas limitações, como o valor elevado quando considera-se períodos mais longos, a impossibilidade de dividir quartos e manter a privacidade ao mesmo tempo, e a infraestrutura ineficiente para reuniões privativas. Então, para suprir essa necessidade de uma forma completa, os chamados co-living podem ser uma opção.

Trata-se de uma tendência internacional de modelo compartilhado de moradia que acaba de desembarcar no Brasil. Bastante propício para quem busca uma habitação de longa duração, ele também atende bem aos que desejam se hospedar na cidade por um espaço de tempo reduzido, como acontece nas viagens a trabalho, ou ainda às companhias que querem manter uma moradia própria para abrigar os diferentes profissionais que revezam a estadia.

Isso porque, assim como em um co-working, em que se paga um valor fixo de aluguel e de condomínio para se instalar em salas privativas já mobiliadas, com toda infraestrutura e com a disponibilidade de salas de reunião, café e espaços de lazer para uso coletivo, o co-living segue o mesmo raciocínio.

Eles oferecem preço fixo de aluguel e condomínio por uma unidade completamente equipada com, por exemplo, cama, armários, TV, sofá, uma pequena cozinha com geladeira, microondas, fogão, pia, mesinha para refeições e até varanda. E tudo por um valor mensal inferior expressivo comparado com a estadia de um mês em um hotel.

Esse é o caso do empreendimento Kasa, inaugurado recentemente na Vila Olímpia, em São Paulo, pela incorporadora Gamaro. Ao todo são 243 apartamentos com cerca de 30m² prontos para locação e com áreas comuns pensadas para serem divididas e usadas conforme a necessidade. “O projeto conta com opções que podem ser usadas de acordo com a demanda como: lavanderia compartilhada; escritórios completos com todos os recursos para que os moradores possam fazer home office e receber visitas ou fazer reuniões; espaço de convivência, destinado para o público interno e seus convidados; e também academia e lanchonete, que são abertos ao público externo”, conta a diretora de propriedades da companhia, Cecília Rodrigues Maia.

O quesito da segurança também foi levado em consideração e conta com cadastro de todos os moradores, controle de acesso através de cartão e/ou biometria, portas eletrônicas e segurança presencial 24h por dia, o que é um fator importante para garantir o bem estar de todos os moradores.

“A estadia individual em hotel mediano na região pelo período de um mês pode chegar a custar até R$10 mil. Já no Kasa, por exemplo, o aluguel do mesmo período varia de R$2.600 a R$4.100 e o condomínio parte de R$385 por mês, e é possível hospedar até duas pessoas sem alterar o valor, o que no hotel não é possível. A diferença representa uma economia de mais de R$60 mil em um ano”, explica a diretora.

Há ainda outros benefícios tanto para as empresas, quanto para os colaboradores. Como os apartamentos possuem cozinha, isso permite maior economia e mais comodidade na hora das refeições, que podem ser preparadas sem a dependência de um restaurante. Outra facilidade está na higiene das roupas: o co-living possui sistema de lavanderia self service para utilização das máquinas de lavar e secar por um preço de R$20 reais pelos dois ciclos, muito abaixo do cobrado como serviço pelas redes hoteleiras, que pode ter esse valor por uma única peça. Além disso, a estrutura para os encontros de trabalho e a localização próxima de um dos polos comerciais da cidade garantem ainda um endereço para reuniões, seja no espaço de co-working ou no restaurante instalado no térreo.

“O serviço oferecido pelo co-living é diferente daquele promovido por um hotel ou flat, por exemplo. Estamos falando de uma estrutura completa, que supre as necessidades do trabalho e também as relacionadas às horas vagas, que é menos impessoal do que um quarto alugado e que ainda propicia o networking e a construção de novas relações ao compartilhar os espaços comuns”, finaliza Cecília.
_______________________________________
Fonte e foto: Growth Comunicações - www.growthcomunicacao.com.br
Hospedagem de funcionários? O co-living traz benefícios para as empresas Hospedagem de funcionários? O co-living traz benefícios para as empresas Reviewed by Empresas S/A on 10:23 Rating: 5

Nenhum comentário: