Nós Indicamos


Como investir em ações e tornar-se sócio das empresas ao nosso redor



Mesmo com as elevadas taxas de juros praticadas no Brasil, cada vez mais, os investidores buscam alternativas para ampliar o rendimento de suas economias. Com a forte campanha liderada pela BM&FBovespa, a perspectiva é que, gradualmente, as pessoas físicas se interessem e conheçam mais sobre o mercado. A campanha da BM&FBovespa tem como foco o slogan "Quer ser sócio?" e tenta explicar de forma clara o que significa comprar uma ação.

Ao investir em uma ação, o investidor torna-se sócio minoritário de uma companhia e passa, além de contar com a valorização ou desvalorização do ativo, a ter participação nos resultados, ou seja, receber lucros e dividendos ou amargar os prejuízos. Por isto, escolher e avaliar cuidadosamente os papéis e as perspectivas para as empresas são iniciativas fundamentais. Grande parte dos produtos e serviços que compramos ou usamos em nosso dia a dia vem de empresas com ações negociadas na Bolsa de Valores. Trata-se de companhias que nos proporcionam serviços como luz, água, combustível, fabricantes de tecidos, artigos esportivos, seguradoras e planos de saúde, setores alimentício, aéreo, redes varejistas, transportadoras, construtoras, provedores de internet, produtos agrícolas, etc. As companhias de capital ab erto estão por toda parte e além de consumidores podemos ser sócios destes grandes negócios.

Mas, por onde começar? O primeiro passo para aqueles que pretendem ingressar no mercado acionário é entender a linguagem e a dinâmica do mercado. É preciso ter claro os objetivos com o investimento e sempre lembrar que os investimentos em ações devem ter uma visão de longo prazo (5 anos ou mais). Além disso, como se trata do que chamamos de investimentos em renda variável, é preciso estar ciente que há riscos na operação. O preço da ação pode subir ou cair e os resultados da empresa também. 

Ciente da dinâmica e dos objetivos do investimento, é hora de procurar por uma corretora de valores cadastrada na BM&FBovespa. As corretoras são as intermediárias entre o investidor e a compra ou venda de ações na Bolsa. As corretoras geralmente oferecem informações especializadas para que o interessado possa tomar a melhor decisão de investir em determinada ação.

No entanto, ressalto a importância em ficar atento às taxas de corretagem. A taxa é um valor cobrado pelas corretoras para acessar ao mercado e varia de acordo com a política de preços da instituição.

Posteriormente, é hora de escolher as ações. Vale lembrar que existem ações Preferenciais (PN) e Ordinárias (ON).

Na prática do nosso dia a dia, o mais importante para atuar com sucesso no mercado é saber diversificar entre renda fixa e renda variável. Separar os ovos em várias cestas é a melhor estratégia para o agora e para o amanhã.

Autor: Mauro Calil é educador financeiro e autor do livro "A Receita do Bolo" - www.calilecalil.com.br
Fonte: Note! Assessoria de Comunicação
Fernanda Pancheri e Danieli Massone
fernanda.pancheri@notecomunicacao.com.br
danieli.massone@notecomunicacao.com.br
(11) 3796-9067
Como investir em ações e tornar-se sócio das empresas ao nosso redor Como investir em ações e tornar-se sócio das empresas ao nosso redor Reviewed by Empresas S/A on 09:36 Rating: 5

Nenhum comentário: