Nós Indicamos


Mais empresas selecionam estagiários pelo CIEE


Opção economiza tempo do RH e dinheiro das empresas

Apesar das incertezas com relação à economia mundial, as empresas brasileiras continuam contratando, e muito, inclusive ampliando a contratação de estagiários. No Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), o número de empresas que solicitam que o setor de Processos Especiais (PE) do CIEE realize os processos seletivos para as vagas de estágio é alto. Para se ter idéia, no ano passado o PE avaliou 11 mil estudantes para preencher 1.043 vagas. A expertise na inclusão de jovens no mercado de trabalho, processos seletivos personalizados e um banco de dados com mais de 1,5 milhão de estudantes cadastrados são alguns diferenciais apontados pelas organizações que optam pelos serviços do CIEE. Outra grande vantagem é que o PE economiza tempo e dinheiro dos departamentos das empresas.

Imaginemos a situação:

“Precisamos contratar estagiários de Administração e Psicologia”, informa o presidente da empresa ao diretor de Recursos Humanos (RH). Por onde começar? Pode-se utilizar o próprio departamento de RH para realizar o processo seletivo e receber pilhas de currículos, muitas vezes inadequados ao foco da contratação, o que acarretará em dispêndio de energia e paciência. Após essa fase, mais trabalho e tempo serão gastos selecionando os melhores perfis e realizando as entrevistas e dinâmicas. Depois dessa bateria, é a hora de enviar os dados do escolhido para o Departamento Jurídico preparar os contratos. Mais horas gastas por profissionais que custam à corporação, checando a legislação específica do estágio.

Antes da contratação, um detalhe deve ser lembrado: o estagiário tem direito a um seguro contra acidentes pessoais. Mais tempo gasto com cotação de seguradoras, sem falar no custo das apólices. Às vezes, quando se pensa que o processo terminou, outro contratempo: quem define se o estudante pode ou não estagiar é a instituição de ensino. Ou seja, se o selecionado estiver no primeiro ano e a escola só permitir o estágio após o terceiro, o resultado será retrabalho... Esse processo é só o começo. Há ainda preocupações com as atividades desempenhadas, com a carga horária, com os relatórios de acompanhamento, entre outras.

Esse desgaste pode ser minimizado com uma simples iniciativa: contar com um bom agente de integração. O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) tem 47 anos de experiência na inserção de estudantes em programas de estágio e, hoje, auxilia cerca de 25 mil empresas e órgãos públicos nesse sentido. Já durante a pré-seleção, o detalhado banco de dados da entidade, com 1,5 milhão de jovens cadastrados, permite identificar os perfis mais adequados a cada vaga.

As etapas seguintes, entrevistas e dinâmicas, também podem ser realizadas pelo CIEE, que dispõe de um departamento especializado conduzido por experientes psicólogos. A parte final, a burocrática, também é um fator que faz a parceria com o CIEE valer a pena, já que a organização assume toda essa etapa. “Para que o estágio seja uma atividade legal, deve atender algumas premissas, e o CIEE disponibiliza todo o know how de seu departamento jurídico aos seus parceiros, além disso, oferecemos um seguro de acidentes pessoais para todos os estagiários, sem custo adicional para o contratante”, explica Luiz Gustavo Coppola, superintendente de Atendimento do CIEE.

Sobre o CIEE
Fundado há 47 anos, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) é uma organização não governamental (ONG), filantrópica e sem fins lucrativos, que tem como finalidade principal a inclusão profissional de jovens estudantes no mercado de trabalho, por meio de programas de estágio e de aprendizagem, contando com a parceria de 250 mil empresas e órgãos públicos de todo o País. Mantido pelo empresariado, sua atuação se pauta pela legislação específica: a Lei 11.788/2008 para o estágio e a Lei 10.097/2000 para a aprendizagem.

Fonte: Assessoria de Comunicação do CIEE - www.cieesp.org.br
Mais empresas selecionam estagiários pelo CIEE Mais empresas selecionam estagiários pelo CIEE Reviewed by Empresas S/A on 09:05 Rating: 5

Nenhum comentário: