topads

 
sexta-feira, 20 de julho de 2012

Cinco passos para se comunicar bem

0 comentários

Você já se deparou com uma situação de estresse ou mal entendido causado por problemas de comunicação? Se sua resposta é sim, dou-lhe as boas vindas ao clube! Sim, o clube das pessoas que percebem a importância da comunicação em nosso dia a dia e o quanto ela pode facilitar ou dificultar o andamento de uma conserva pessoal, seja por telefone ou escrita. Ah... sem falar da comunicação não verbal, aquela que o nosso corpo emite, sem pedir licença, comunicando até o que não queremos.

A comunicação é o primeiro passo para a construção de uma relação interpessoal e por consequência influencia positivamente os resultados de uma equipe de alta performance ajudando-a a se adaptar rapidamente às mudanças e avançar com velocidade rumo aos objetivos traçados. Porém, a maior parte das pessoas peca exatamente neste ponto. As mudanças bruscas de direção exigem uma comunicação fluida entre as equipes e sempre encontramos problemas na comunicação. Melhorar a comunicação significa melhorar as relações entre cada funcionário e criar vínculos capazes de gerar resultado.

Comunicar vem do latim “Communicare”, que significa fazer comum, participar, avisar, informar, falar, corresponder-se. Comunicação é o ato, efeito ou meio de comunicar.

A comunicação organizacional compreende todo o fluxo de mensagens que compõem a rede de relações sob o campo da organização. É um sistema de informações. A relevância da comunicação sob o âmbito das organizações é a de informar e/ ou receber informações dos públicos tanto internos, quanto externos.

Quando se trata de comunicação escrita, a mesma nos exige em várias ocasiões, maior formalidade que a língua oral. Na fala, é comum repetirmos ideias, para dar ênfase ou para corrigir o raciocínio, que nem sempre percorre o caminho mais lógico e econômico porque não temos condições de planejá-lo antecipadamente.

Além disso, empregamos frequentemente expressões populares, gírias e palavras dispensáveis ou imprecisas, e nossas frases às vezes apresentam lacunas, porque quem nos ouve consegue entender o que queremos dizer (caso contrário, pode nos interromper e lançar uma pergunta). Por fim, não é raro desrespeitarmos na fala algumas regras gramaticais da norma culta (quem já não ouviu um "para mim fazer"?).

Comunicar é uma atividade natural do ser humano e uma necessidade. Através da comunicação nos relacionamos, trabalhamos, expressamos sentimentos, aprendemos e ensinamos, enfim: vivemos. Porém, comunicar de forma assertiva é uma arte. Desta forma, tomo a liberdade de citar cinco dicas para uma comunicação assertiva no trabalho e nas relações sociais.

Conhecimento
- saiba o que vai falar antes de sair proferindo palavras e gestos. Pessoas que insistem no "eu acho" tornam-se desacreditadas em pouco tempo. Fale sobre o que você sabe ou tem experiência, mesmo quando for uma opinião.

Seja direto - pessoas que falam, falam, mas não dizem nada ou simplesmente enrolam também se tornam péssimos comunicadores. O cuidado é para não ser agressivo. Esta é a diferença entre assertividade e agressividade. A comunicação assertiva é direta ao ponto, sem rodeios, enquanto o agressivo faz julgamento de valor, ataca, impõe suas ideias e informações.

Cuide da linguagem - uma das falhas mais comuns na comunicação do dia a dia é falar e escrever sem os devidos cuidados com o idioma. Na comunicação falada já é difícil ouvir determinados erros de linguagem, mas na comunicação escrita fica mais evidente. Cuidado.

Use a empatia - procure se colocar no lugar do outro. Será que a outra pessoa está entendendo o que você comunica? Será que você está falando demais sem deixar os demais também se comunicarem? Enfim, faça o exercício de pensar como seria estar do outro lado enquanto você se comunica.

Linguagem corporal - preste atenção à linguagem corporal. Como sabemos, a comunicação é feita basicamente da linguagem falada (escrita e oral) e a corporal. Muitas pessoas não prestam atenção à própria gesticulação e a do outro. Fique atento. Existem diversos sinais que demonstram se a conversa está agradável ou não. Pesquise a respeito e preste atenção na reação das outras pessoas enquanto você se comunica.

Enfim, para uma boa comunicação é preciso autocrítica e uma boa dose de treino. Preste atenção aos outros para aprimorar sua própria maneira de se comunicar e peça retorno para pessoas confiáveis sobre seu desempenho na arte de se comunicar. Pratique a empatia e a capacidade de saber ouvir. Desta forma, estará aberto a saber como é percebido pelos outros e ganhando uma grande chance de melhorar sua comunicação!

_____________________
Elaine Lombardi é consultora da M&S, consultoria especializada em desenvolvimento humano. - www.msdh.com.br
Fonte: InformaMídia Comunicação - wwwinformamidia.com.br

Leave a Reply

Marcadores

 
EMPRESAS S/A © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

É permitida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site ou fazer "link" para os mesmos desde que citada a fonte Empresas S.A. www.empresassa.com.br