Nós Indicamos


Produtos de marcas próprias podem custar até 137% menos


Segundo especialista, para as indústrias de terceirização, a criação de marcas expande o consumo e gera um ganho em escala. Já para o consumidor final, o acesso a esses produtos é mais barato, enquanto a qualidade é a mesma da marca líder

Na busca por estratégias que resultem na fidelização do cliente e no crescimento das vendas, indústrias e grandes redes de mercados “estreitam os laços” e atuam juntos no setor de marcas próprias e terceirização. Para Luiz Carlos de Avila, Técnico em Gestão de Processos Industriais e conhecimento na área de alimentos, as mudanças no setor empresarial resultam em alterações sobre o que está sendo vendido, comprado e como funciona este processo de venda. “Neste ambiente de alta concorrência, as empresas buscam estratégias de crescimento e aumento dos lucros”, observa. “A criação da marca própria entra no cenário, como uma das principais ferramentas para o alcance destes objetivos”, complementa Avila. Segundo dados divulgados no site da Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (Abmapro), produtos de marca própria custam até 137% menos que os tradicionais. A mesma pesquisa comprova que para compor a cesta básica, com 12 itens, fica 23% mais barata se todos os produtos forem de marca própria.

Para as indústrias

Avila explica que para as indústrias que terceirizam sua produção, a estratégia é vista como um avanço que possui um retorno rápido. “Como já conhecem o mercado, o risco é menor, pois a terceirização permite avaliar a situação sem o investimento em equipamentos, por exemplo, que já possuem”, explica o técnico. No interior de Toledo, em Novo Sobradinho, a Indústria de Bebidas Sobradinho (IBS) tem sua linha de energéticos GHP, aprovada para a produção da marca própria da rede de supermercados Carrefour. Avila ressalta que o energético – vendido em embalagens de um e dois litros – terá outro nome, mas a fórmula é a mesma já produzida e vendida com sucesso pela (IBS). “Esse é o principal benefício das marcas próprias: possuem a mesma qualidade dos produtos líderes, já que o fabricante é a mesma empresa, enquanto o preço é reduzido”, destaca. O técnico complementa que os produtores usam está tática para expandir o consumo em diferentes classes sociais e ganham em escala. “Como resultado, os preços mais baixos aumentam as chances do consumidor levar mais produtos para aproveitar o preço”, acrescenta.

Obstáculos

No entanto, o mercado da terceirização ainda encontra dificuldades para expandir as vendas. O técnico explica que a falta de informações sobre os produtos de marcas próprias, é o primeiro item citado por 47% dos consumidores em uma pesquisa realizada pela Kantar WorldPanel, empresa que monitoriza o mercado e realiza análises avançadas. “Além disso, os produtos de marca própria ainda são consumidos em maior parte pelas classes A e B, já que estão presentes em grandes redes de supermercados”, observa. Para ele, entre as classes C e D, a ida ao mercado local, da vizinhança é mais comum. “A expectativa é que por meio de centrais de negócios, o interesse em terceirizar os produtos aumente de forma progressiva”, finaliza Avila.

Sobre a Indústria de Bebidas Sobradinho

Localizada no distrito de Novo Sobradinho, interior da cidade de Toledo, no Paraná, a Indústria de Bebidas que leva o mesmo nome do local foi criada em 2010 para gerenciar o envasamento e a comercialização da Água Mineral Sferriê e das bebidas energéticas e isotônicas. A marca integra o grupo Pereira, que também produz produtos lácteos.

______________________
Fonte: MMatsuo - www.mmatsuo.com.br
Produtos de marcas próprias podem custar até 137% menos Produtos de marcas próprias podem custar até 137% menos Reviewed by Empresas S/A on 07:43 Rating: 5

Nenhum comentário: